quinta-feira, 20 de abril de 2017

Pensamento do dia...


'E você faz planos, diz que tudo vai melhorar, que tudo vai dar certo... só falta sair do lugar! Planos, se não forem colocados em prática, são apenas planos... não finja que está tudo bem se não é isso que você quer! Saia do lugar e vá atrás do que buscas, do que sonhas!'

- Damaris Ester Dalmas

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mystery Escape Game

Já ouviram falar do Mystery escape game?!
Eu também só ouvi recentemente e parece-me uma ideia bem diferente para passar um serão entre amigos e/ou família.

E então, o que é?

O Mystery Escape Game é adequado para toda a gente, independentemente da idade ou forma física!
Curiosidade e criatividade são os únicos requisitos para uma hora de muita diversão.

Aqui o espírito de equipa é essencial para ter sucesso! Os jogos foram concebidos para necessitarem de uma intensa colaboração de equipa, fazendo uso das capacidade de comunicação e interacção. De 2 a 5 jogadores, é a diversão ideal para uma família, grupos de amigos ou colegas trabalho!

Como funciona?

Um grupo de pessoas é trancado numa sala e desafiado a procurar pistas e desvendar enigmas até que encontre a chave da liberdade. Se conseguirem escapar em menos de 60 minutos, ganham o jogo.

Onde se pode jogar?

O primeiro espaço começou por ser em Lisboa, passando agora a existir também no Porto. Os jogos de fuga desenvolvidos pela Mystery Escape Game têm uma morada no Porto, mais concretamente no número 10 da Rua do Carmo. A empresa leva a experiência de entretenimento ao vivo ao Norte do País através do seu primeiro espaço em regime de franchising.

O “Orfanato” e o “Esconderijo de Pablo Escobar” são os mistérios disponíveis no Porto. Em Lisboa, mais de cinco mil visitantes passaram pelas experiências da Mystery Escape Game, no ano passado.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Agradeça, sempre

"A vida é mais ou menos isso. Uma sucessão de dias diferentes, uns difíceis, outros capazes de nos tirar o fôlego de tanta alegria. Se existe alguma regra, a principal deve ser aproveitar cada segundo que nos é dado. E agradecer. Sempre."

- Erick Tozzo

terça-feira, 4 de abril de 2017

Pensamento do dia


'Às vezes perdemos a nossa fé, então descobrimos que precisamos de acreditar, tanto o quanto precisamos de respirar...é a nossa razão de existir.'

quarta-feira, 29 de março de 2017

Risco de Tsunami em Portugal e Espanha



Segundo os especialistas, vivemos num barril de pólvora. "A questão não é saber se vai acontecer ou não outro tsunami, mas sim saber quando". 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Aprenda...


Quanto mais vazia é a carroça...

... maior é o barulho que ela faz!

Nós todos gostamos das pessoas nobres e humildes que não se acreditam mais do que ninguém, que promovem através das suas ações a importância de conhecer suas limitações e não fazer uma mostra desnecessária de virtudes e bondades.

As pessoas nobres fogem da humildade falsa do “Eu faço tudo melhor”, d o orgulho e egoísmo narcisista desordenado. E a arrogância das pessoas com ar de superioridade é tão insuportável quanto desprezível.

Além disso, como discutiremos abaixo, falar e se gabar muito com arrogância geralmente reflete algum tipo de falta, vazio ou insatisfação com a própria vida. Então, é o que normalmente querem dizer com “muito barulho por nada”.

Uma lição de humildade


Estava caminhando com meu pai quando ele parou em um canto e depois de um breve silêncio perguntou:
-Além dos pássaros cantando, você ouve alguma coisa?

Eu aguçei os ouvidos e alguns segundos depois respondi: “Eu estou ouvindo o barulho de um carro.” Isso é um vagão vazio, disse meu pai.
Perguntei a meu pai: “Como você sabe que é um vagão vazio, se nós nem o vimos?” Então meu pai disse:
-É muito fácil saber quando um carro está vazio pelo ruído. Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz.

Eu me tornei um adulto e, agora, quando vejo uma pessoa falando demais, interrompendo a conversa de todos, sendo prematura ou violenta, vangloriando-se do que tem, sentindo-se arrogante e diminuindo as outras pessoas, eu tenho a impressão de ouvir a voz de meu pai dizendo: “Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz.”


“Humildade é silenciar nossas forças e permitir que outros a descubram. Ninguém está mais vazio do que aquele que está cheio de si mesmo.”


Diga-me o que você me gabar e dizer-lhe o que lhe falta

As pessoas completas são as melhores porque não têm necessidade de competir ou estarem certas. Além disso, não precisam fingir ou mentir, porque o que são é mostrado em suas ações, em sua temperança e seu equilíbrio.



“Assim, a humildade é baseada no respeito pelos outros e simpatia. Este é o pano de fundo para os olhos sinceros, arquitetos desses sentimentos que vêm do coração.”


Mas há pessoas que, infelizmente, estão tão vazias que seu vagão é barulhento, que se alimentam de se vangloriar e se gabar, que não contemplam a realidade emocional alheia e precisam provar-se através de palavras vazias.

Este vazio desolador é consequência de baixa auto-estima, falta de oportunidade e uma educação emocional empobrecida. Por isso é sempre preciso e importante trabalhar nossos vazios, fraquezas e habilidades.

No entanto, quando conseguimos algo muito importante para nós mesmos é normal e habitual mostrar orgulho. No entanto, há uma diferença entre o orgulho do esforço e o objetivo alcançado e a arrogância.

Neste sentido, para sermos humildes sobre nossas conquistas e sucessos que devemos deixar claro duas premissas que são a base da bondade e nobreza:
  • Não há necessidade de se gabar de suas realizações, é suficiente esperar que sigam seu exemplo. Em melhorar a si mesmo e os outros está a verdadeira conquista.
  • Não há necessidade de reclamar para a vida sobre o que te faz falta, é necessário reconhecer o que ela lhe deu.

Nada do que podemos conseguir nos faz dignos de louvor ou superiores aos outros. Apenas a bondade e a humildade nos ajudam a elevar-nos e nos tornarmos suportes para a nossa felicidade no caminho.

sexta-feira, 24 de março de 2017

The Big Bang Theory

Para quem segue esta série, é impossível não se desmanchar a rir com esta cena...
Eu pelo menos ri-me que nem uma perdida, principalmente com a cena do 1min. 30 seg. em frente...A cara/expressão da Amy é divinal...


quinta-feira, 23 de março de 2017

Receita fácil para bolachas saudáveis

Fiz pela primeira vez a receita das bolachas de banana e aveia que há tanto andava a namorar! :)
E ficaram super saborosas, toda a gente gostou, só tiveram pena de serem tão poucas :)

Receita adaptada:
1 banana
4 colheres de sopa de aveia
1 ovo
Canela em pó a gosto

Modo de preparação:
Amassar bem a banana e envolver com os restantes ingredientes.
Esta quantidade dá para fazer oito bolachas (dependendo também do tamanho que quisermos), que coloquei no forno pré aquecido, forrado com 'prata', por cerca de 20/25 min.

Não coloquei mais nenhum tipo de cereal porque não tinha (por exemplo, linhaça) mas acho que também iria ficar bem.

Esqueci-me de lhes tirar foto, mas o resultado foi mais ou menos este:


Nada mau para uma primeira vez...e a minha sobrinha adorou ajudar... :

10 sintomas de esgotamento emocional

1 – O sono não é reparador

Você já acorda cansado, mesmo tendo dormido a noite toda. Precisa de uma boa dose de café para sair de casa e começar seus afazeres diários. O cansaço só vai piorando durante o dia.
2 – Queda de rendimento no trabalho.

Você não é mais tão rápido para fazer tudo o que sempre fez com disposição. Tem dias que parece que está ligado no modo automático no trabalho e em reuniões para organização de novos projetos você não tem ideias e acaba seguindo e apoiando as ideias dos outros pois está cansado demais para se empenhar em algo novo e ser criativo.


3 – Memória fraca

A agenda agora é sua amiga, pois sem o aviso no celular você esquece mesmo e nem se dá conta, por isso até coisas que você costumava nunca esquecer estão sendo colocadas para apitar no telefone.


4 – Há algum tempo sair de casa para festas e ficar com os amigos já não te dão entusiasmo.

Antes era bom sair, conversar com amigos, mas agora existe sempre uma boa desculpa para ficar de pijama em casa. Assistir um filme debaixo das cobertas é muito mais satisfatório do que ir ao cinema. Ás vezes você até sai, conversa, mas tem sempre uma preocupação te impedindo de curtir inteiramente um momento de descontração. Você prefere não ficar muito tempo fora de casa, precisa de mais tempo de descanso.

5- Azia, dores de estômago e intestino que não funciona como deveria.


Nosso aparelho digestivo é sempre o primeiro a dar sinais de que suas emoções não estão bem. Pessoas esgotadas emocionalmente sempre sofrem com algum tipo de problema no aparelho digestivo. Você marca consulta com o gastro, toma os remédios e muda a dieta, como o médico sugere. Mas o problema insiste em voltar e você não entende o porquê.


6- Dores de cabeça.

Por não ser insuportável, basta tomar um analgésico e tudo fica bem, mas ela marca presença pelo menos três vezes ao mês, ou até mais. É claro que você deve ir ao médico investigar sintomas físicos, seguir recomendações médicas é fundamental, mas nesse caso, os exames não identificam nada e você acaba com uma frustração e uma receita de calmante leve e natural para melhorar.

7- Vontade de chorar sem explicação aparente

Sua sensibilidade está muito maior e coisas pequenas como perder o ônibus e chegar atrasado a um compromisso ou uma despesa inesperada que irá te deixar mais apertado financeiramente durante o mês já são suficientes para um choro compulsivo e reclamações exageradas. Depois do desabafo você melhora e segue o resto do dia quieto até a hora de dormir. No outro dia você sente vergonha por ter sido tão sensível e procura seguir como se nada tivesse acontecido.


8- Dificuldades para ler e assimilar novos conteúdos

Ler um livro e conseguir prestar atenção ficou mais difícil. No meio da página você começa a pensar em outras coisas e quando volta para a realidade se dá conta que esqueceu o que acabou de ler e volta para a página anterior. Aprender algo novo está mais complicado, sua paciência em aulas e palestras já não é a mesma de antes. Não vê a hora de ir embora fazer outras coisas, pois prestar atenção está difícil.

9 – Pensamentos negativos mais frequentes

No geral você é uma pessoa otimista, compartilha mensagens bonitas de motivação em redes sociais, mas ás vezes lá no fundo você sente vontade de explodir, não faz orações ou frequenta sua religião com o mesmo entusiasmo e para de buscar novas soluções para os problemas, pois acredita que as coisas podem piorar se você tentar algo novo. Sente mais o lado negativo, e se existe uma chance das coisas darem errado elas agora recebem mais atenção da sua parte, pois você está cansado de se machucar e esperar demais de tudo e de todos.

10 – Engolir sapos para evitar discussões

Pra você certas pessoas são do jeito que são e não vão mudar. Elas te irritam, tratam mal, mas você prefere não confrontar porque seria perda de tempo, principalmente no trabalho. É uma boa linha de raciocínio, desde que não te afete emocionalmente. É preciso impor limites ás vezes, mesmo que seja educadamente. Se for possível cortar da sua vida para ter paz e saúde, não pense duas vezes. Da mesma forma que ninguém está disposto a ficar doente por você, você também não pode tolerar comportamentos abusivos para não causar atritos. Liberte-se!



Fonte:
https://osegredo.com.br/2016/07/10-sintomas-do-esgotamento-emocional/#.WMiXoDstXd0.facebook

sexta-feira, 17 de março de 2017

Panqueca fácil e barata



Dica do nutricionista

Nesta receita é utilizada a farinha de aveia em detrimento de uma farinha comum de trigo. Considerando o valor energético, a farinha de aveia é mais calórica por ter um teor em gordura mais elevado. No entanto é mais rica em outros componentes nutricionais, como proteína (farinha de aveia tem 14g e a farinha de trigo 7,8g) e fibra (farinha de aveia tem 7g e a farinha de trigo 2,9g), e com valor inferior de glícidos (farinha de aveia tem 59g e a farinha de trigo 74,3g).

Vídeo da receita:

quarta-feira, 15 de março de 2017

A estupidez...


😂

Desapego


"Ele é muito certinho." "Tu és uma preguiçosa!" "Não é tão bonita como a irmã, mas é muito trabalhadora." "Eu sou aquele que se preocupa com toda a gente, mas ninguém se preocupa comigo." "É inteligente, basta ver as notas que tira." "Quando crescer vai ser médico como o pai." "Sou uma parva, sempre fui." 


São frases destas - que nos dizem, disseram ou dizemos a nós próprios - que ficam coladas à nossa pele, ao nosso Eu, e nos acompanham pela vida fora. São frases destas que se transformam em convicções inabaláveis, impedindo-nos de agir de forma diferente daquela que é a esperada. São frases destas que nos limitam. E tudo o que nos limita diminui-nos em vez de nos acrescentar, potenciar, engrandecer.
É destes rótulos que nos devemos desapegar. Não é fácil, claro que não. Mas é uma tarefa que devemos empreender. Porque não somos aquilo que alguém um dia decidiu que somos. O que somos realmente é imenso, ilimitado. E para que isso se manifeste temos de arranjar espaço, libertando-nos de crenças que não nos definem, antes nos oprimem.


Retirado da página Be you Reiki

segunda-feira, 13 de março de 2017

O poder da música

Respiração alterada, aperto no peito. Assim estou hoje.
Tento parar o tumulto de pensamentos que me ocorrem mas não consigo.
Têm mais força.
Tento concentrar-me na respiração mas por momentos parece que nem existe.
É como se o meu corpo tomasse conta de mim. E eu sinto-me sem qualquer poder.
Procuro uns fones e coloco-os nos ouvidos.
Deixo rolar uma das minhas música preferidas...E sinto-me salva.




quinta-feira, 9 de março de 2017

Quantas vezes?!


"Quantas vezes você acreditou no infinito? Amizades, amores e momentos. Quanto você quis que alguém ou situação fossem eternos? A gente tem essa mania de querer que algumas coisas sejam "para sempre", mas a realidade é bem diferente. Ter isso na cabeça é fundamental. Tudo passa; e aprender a aproveitar a singularidade de cada momento é o que nos faz viver plenamente tudo que a Vida oferece."


- Gustavo Lacombe

quarta-feira, 1 de março de 2017

Numerologia o que é...

Já não sei dizer como é que este tema me veio parar hoje à frente, mas não é de todo a primeira vez que ouço falar na numerologia. E então o que é isto da numerologia?

Segundo Ana Sequeira, a Numerologia é uma ciência esotérica de origem milenar que analisa e interpreta as energias que operam no Universo, através do estudo do números que regem a nossa vida. Com base no nosso nome e data de nascimento, a Numerologia permite-nos conhecer mais sobre nós e criar um caminho de maior consciência e autoconhecimento. Ver o vídeo completo com a explicação aqui.

Não é de todo um tema que tenha ainda pesquisado, mas não deixa de me dar uma certa curiosidade de saber como funciona e de que forma consegue realmente ajudar na vida das pessoas.