quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Fica aqui a promessa...

...que esta não será a minha profissão para o resto da vida! A não ser que mude muito entretanto (começando pelas pessoas que por cá andam) o que, de todo, não me parece!
Não dá mesmo!! Por muito que tente não me consigo concentrar direito estando 6h enfiada em 4 paredes, fico aborrecida, irrequieta, frustrada!
Detesto, por vezes, a sensação que fica quando o dia termina e sinto que não fiz nada de jeito!
Eu quero e preciso de mais!

Se há dia em que me canso disto, hoje é um deles!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Vírgula...

Um desafio, onde é que colocariam a vírgula nesta frase?!  


 "Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro à sua procura."



* Tal como na vida, também aqui um pequeno pormenor pode fazer toda a diferença...mudando-lhe completamente o sentido.    

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

E há dias em que se acorda assim...

Dias como hoje em que se acorda completamente desligada de tudo. Em que se sonha com mil e uma coisas sem qualquer sentido e que nos põem a cabecinha a andar à roda o resto do dia.
Dias em que os pensamentos são tantos ao mesmo tempo que não se consegue levar nenhum deles a cabo...
São dias que se acaba por pensar em coisas que deviam ter ficado no passado, que já não interessam a ninguém e não me deveriam interessar também a mim. "Pequenas coisas" a que se deu demasiada importância (eu dei) na altura e que agora já ninguém se lembra...e para quê?!

Não, não vou perder mais tempo a pensar nisso, nem em nada relacionado com o que já passou!
Hoje estou a tratar de as guardar bem lá no fundo da caixinha e as esquecer. Porque se na altura não fiz nada, não é agora que vou fazer, como tal, passou a ser um daqueles arquivos que mais ninguém toca. E que embora tenham valor, não interessam a mais ninguém!


sábado, 23 de janeiro de 2010

Amor...sexo...

Qual destas duas frases é a que mais concordam?
Ou então, qual acham que é a que mais se aplica?

"Sexo sem amor não, não consigo, não funciona, tem que se gostar da pessoa"


"Amor sem sexo não sobrevive! Até porque é ele que define a relação entre duas pessoas e a distingue para além de uma amizade! No fundo, sexo é amor!"

Opinem vá :)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

E enquanto lia percebia...

Estou a ler um livro que se intitula O amor não se aprende na escola de Quintino Aires e ontem calhei de ler um capítulo que me fez pensar. Já me tinham avisado que, ao ler o livro, iria facilmente conseguir associar o texto a diferentes pessoas e acertaram!
Falava de pessoas inseguras, pessoas que têm medo de estar sozinhas e como tal que entram em pânico quando perdem alguém, porque passam a sentir-se completamente perdidas como quem não sabe o que fazer dai para a frente, como se a sua vida dependesse daquela pessoa.

O que aqui acontece é que as pessoas não se conseguem valorizar pelo que são, acabando por, quando encontram alguém, se entregar completamente a essa pessoa e se "esquecer" cada vez mais de si. Acabam por ser pessoas inseguras mesmo na relação, pois dificilmente acreditam que alguém goste delas de verdade.

Ao ler aquilo apercebi-me que preciso de mais segurança, preciso de me conhecer, de me apaixonar por mim antes de tudo o resto, de ir de encontro às minhas vontades, sonhos, desejos...Apercebi-me que preciso aproveitar de forma diferente o tempo que tenho para mim, preciso de perder medos e inseguranças que por aqui andam e em vez disso arriscar. Mais vale tentar e perder, do que ficar na incerteza de como podia ter sido! Preciso de me conseguir afirmar na hora e no momento que o tiver que fazer, sem ficar a pensar nos "ses", preciso, até mesmo, de maior espontaniedade na minha vida...

Preciso de mim! (é estranho, mas é mesmo isto)...

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

"Pequenas" dúvidas...


 Pergunto-me como é que funciona aquilo a que chamam de compensação, como por exemplo, quando alguém nos diz "eu vou-te compensar um dia"!
Mas afinal como é que isso funciona?!
Como é que alguém consegue-nos compensar o tempo, o que já passou e que não tem retorno?!
Como é que se compensam oportunidades perdidas,  momentos únicos em que não se esteve presente?
Digam-me...como é que se consegue compensar alguém de coisas que não têm qualquer valor monetário, logo que não se compram na loja ali da esquina?!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

É proibido...

"É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual
."

Pablo Neruda

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Lembranças (nem sempre boas)

Tenho o velho hábito (ou não) de associar uma música a determinados momentos ou pessoas... O mal é que geralmente ficam associadas a momentos menos bons e depois não consigo fazer com que essa associação se perca...
Fico triste, principalmente quando gosto das músicas em questão!

Mas é inevitável, por muito que tente, sempre que as ouço, vêm juntas as lembranças...

Boas ou más, são recordações que ficam, independentemente da música que lhes associo! Às vezes fico é a pensar que não estão guardadas da forma como gostaria e esse sim, é que me parece o maior problema...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Onde é que ela pára?!

Não sei ao certo o que lhe tem dado, o que é certo é que está completamente perdida... Não faz o que tem a fazer, quando o faz nem sempre corre da melhor forma e os resultados nem sempre são os esperados, parece-me até que está a ficar desobediente, teimosa e preguiçosa...como se costuma dizer "nem ata nem desata", uma desgraça...

Mas nem sempre foi assim, dai a minha estranheza...

Assim sendo, se alguém a vir por ai ou se alguém tiver dicas para domar "a fera" é favor de me avisar sim?!
E é isto...ando (o que se pode chamar) de cabeça perdida...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Partidas da memória...

Sabem quando olham para alguém, sabem que a conhecem, mas não se lembram de onde?!

Já me aconteceu ontem quando o vi pela primeira vez e hoje continuo com a mesma ideia!
Sei que está relacionado ao desporto e quase que o consigo imaginar a falar para mim (isto pela lembrança que tenho), sei também que é da minha zona de residência, mas não sei de onde o conheço ao certo...

Raios!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Lipstick Jungle


 "A série explora a vida de três amigas de Nova Iorque que alcançaram sucesso nas suas carreiras. Nico (Kim Raver) é editora da revista de moda do momento e está a tentar alcançar uma das posições de chefia dentro da mesma. Wendy (Brooke Shields), uma produtora de cinema, faz tudo para conseguir conciliar a sua carreira com a sua vida familiar. E Victory (Lindsay Price) é uma estilista com esperanças de tornar os seus sonhos realidade e, pelo caminho, talvez encontrar o «Sr. Certo»."


Não sei se conhecem, não sei se já alguma vez viram esta série... A mim bastou-me ver uma vez para ficar fã.
Elas são lindíssimas, cheias de classe e de bom gosto e têm uma amizade entre as três que é admirável e raríssima!
Depois conseguem ter humor e, na minha opinião, acabam por retratar situações de vida que não me parecem assim tão impossíveis de acontecer na realidade! Gosto!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Alguém?!

Por acaso algum de vocês já foi a Cabo Verde, mais propriamente à Ilha do Sal?!
Recomendam?!
Gostava de saber opiniões de quem já lá esteve...
Outra dúvida que tenho é do clima, não sei ao certo como é que estará na altura da Páscoa...

E fora Cabo Verde, que outros sítios sugerem para visitar na altura da Páscoa?!
Tem é que ter sol e calor q.b. :))

E que hoje tenho vindo a descobrir opiniões pouco agradáveis quanto ao turismo de Cabo Verde. Num  dos blogues criticavam bastante o turismo na Ilha do Sal, dizendo que a taxa de ocupação é de apenas 22%, havendo uma "falta de visão e um desenvolvimento turístico insustentável"...

Já nem sei bem o que pensar...

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Isso dos tempos...

Hoje vinha a ouvir na rádio uma "discussão" que (para além de engraçada) não deixa de ser interessante!
Estavam a falar daquela velhinha frase de "vamos dar um tempo"...
As opiniões eram engraçadas, um dizia que até acaba por fazer bem à relação, pois ele poderia ir de férias com os amigos e ela a mesma coisa. Outra rapariga disse que como já namorava há 6 anos por vezes o afastamento fazia com que se apercebessem se o que os unia era realmente amor...
Por sua vez, uma outra opinião foi que, muitas das vezes esses ditos tempos eram para ser usufruídos junto a outra pessoa, como que esse tempo servisse de desculpa para uma permitida traição.
O locutor teve uma frase que me pareceu muito verdadeira...Disse ele que para ter um compromisso de fidelidade com alguém não tinha necessariamente que ser um namoro assumido, havendo a palavra, sendo de coração, isso bastaria para se manter fiel àquela pessoa.

Quanto a mim, com certeza que isto varia de pessoa para pessoa e das situações em si, no entanto (e falando um pouco por aquilo que já vivi e presenciei) parece-me a mim que o chamado do tempo é utilizado já quando a relação vai muito, muito mal e muitas das vezes não há ainda a coragem para acabar de vez com aquela relação.
Não me parece que seja a opção mais adequada para perceber se realmente o sentimento que os une é amor ou não, nem mesmo para tirar umas férias! Se a relação foi realmente boa, se se amarem de verdade, isso nunca chega a ser preciso!
Mas é apenas a minha opinião, e vale o que vale!


quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Sem explicação...

Se há dias em que não conseguimos mesmo explicar o nosso estado de espírito, os nossos sentimentos e pensamentos, hoje é um deles...



Sinto-me nervosa,










de coração apertado,





como se estivesse a pressentir alguma coisa...não sei...
Ainda tentei traduzir em palavras mas em vão, não consigo mesmo explicar!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Novo ano...


Cá estamos nós em mais um ano!
Ano esse que sinceramente espero seja melhor que o anterior e que consiga concretizar aqueles desejos e objectivos que ando a ambicionar há algum tempo...quem sabe não chegou a altura, quem sabe não é este o ano!
Sim, porque é assustador pensar na forma como o tempo passa rápido!

Assim sendo, de forma geral e aproveitando para que fique registado (e que sirva de prova) gostaria de concretizar/ mudar os seguintes pontos:

- ACABAR o meu curso da melhor forma possível (com força de VONTADE de preferência);
- aprender a GOSTAR de correr (esta é daquelas coisas que gostava mesmo de gostar, mas não está fácil);
- fazer alguma coisa apenas para SATISFAÇÃO PESSOAL, que me dê PRAZER fazer (como por exemplo, dança);
- CRESCER (gostar de mim como sou e ser feliz por isso, sem esperar que essa felicidade possa depender de outros...se assim for, nunca acontecerá...)

Coisas para o novo ano, coisas para uma vida...coisas minhas :)