quinta-feira, 31 de março de 2016

Já conhecem a página Zaask?

Já conhecem a página Zaask
Descobri-a recentemente. Embora já tivesse ouvido falar dela há algum tempo, nunca a tinha explorado mas confesso que a achei bastante interessante. 
Disponibiliza dicas sobre diferentes áreas de interesse como desporto, decoração, alimentação, etc. e, para além disso, dispõe de um serviço que nos permite entrar em contacto com diferentes prestadores de serviços como canalizador, decorador, design de interiores, advogados, fotógrafos, personal trainer, catering, etc.  


Permite pedir um orçamento de forma gratuita através do preenchimento de um formulário do que pretendemos e depois é aguardar pelo contacto de algum profissional que esteja disposto a realizar o nosso pedido/trabalho e, se for caso disso, comparar os orçamentos de acordo com a nossa 'bolsa'.



Eu já experimentei, agora vou aguardar!

sexta-feira, 11 de março de 2016

Pensamento do dia...

"Se você costuma arquitetar vinganças, desejar o mal, e qualquer outra obra que não seja construtiva à sua vida, tenho uma péssima notícia a te dar: o tempo leva ao chão toda obra que não presta."


Por Simony Thomazini

5 atitudes a evitar quando buscamos mais sorrisos e plenitude

Continuamos a gastar demasiado tempo com coisas e pessoas que não nos fazem bem. Aqui estão 5 atitudes a evitar no nosso dia a dia para nos sentirmos mais felizes.

1. Deixe de viver em função dos outros
Ser algo que não somos, nem nunca vamos ser, é uma tarefa não só frustrante como cansativa. Aceite-se tal como é e aprenda a valorizar as suas qualidades, e a viver com os defeitos. A partir do momento em que seja fiel a si mesmo, os outros também vão achá-lo mais atraente.

2. Não fuja das mudanças
Mudar pode ser positivo. Fugir das mudanças, ou ter medo de arriscar, vai deixar a sua vida estagnada, presa à rotina. E nunca saberá o que essa mudança poderia fazer à sua vida.

3. Não se deixe levar pelas aparências
É muito fácil julgarmos os outros, seguirmos os rótulos pré-estabelecidos pela sociedade. Tente ter uma mente mais à aberta, saiba ouvir e aprenda a aceitar a diferença.

4. Não se deixe levar pelo medo
Medo do desconhecido, medo de arriscar, medo de dar o próximo passo... Muitos de nós temos todos estes medos, que nos impedem de seguir em frente. O medo é um estado muitas vezes psicológico. Por isso, liberte-se dele.

5. Não use a desculpa a seu favor
A desculpa pode ser um entrave para conquistarmos um objetivo ou algo que queremos, mas que ao mesmo tempo receamos. Pare de inventar desculpas para não ir atrás dos sonhos.

Retirado da página lifestyle.sapo.pt/

12 bons conselhos...


quarta-feira, 9 de março de 2016

Oh shit...


Quem nunca?! :)
O segredo está em...evitar espelhos, garanto que resulta! :)

Falsos magros existem (e são mais comuns do que se pensa)

"Gordura? Onde é que tu tens gordura? Só se for nas orelhas". Muita gente ouve estas palavras de amigos que não sabem o que é um falso magro. A nutricionista Alice Couto explica.


"Falsa magra é uma pessoa com peso relativamente baixo, mas com percentual alto de gordura", explica a nutricionista. "As falsas magras são aquelas pessoas que aparentam ter um corpo fininho, muito magro, mas têm a anca, rosto, coxas, braços mais gordinhos ou gorduras localizadas. Estas são pessoas que têm pesos adequados para a altura, mas pelo desequilíbrio interno na proporção de músculo, massa magra e massa gorda, enquanto forem jovens tudo parece no sítio, mas são pessoas que vão ter tendência a ficar flácidas, a ter oscilações de peso e mesmo com muito treino à mistura, dificilmente conseguirão atingir os resultados que pretendem — tonificação."

Apesar de a genética também influenciar, o motivo que, regra geral, leva a este tipo de corpo é o estilo de vida pouco saudável, que inclui dietas mal construídas e pouco equilibradas: muitas vezes estes corpos são de pessoas que tinham peso a mais e que ficam magras porque "o vão perdendo de forma errada, recorrendo a dietas de baixas calorias, fazendo pouco, ou nenhum, tipo de exercício físico", explica. O que acontece com estas dietas de grande restrição calórica é que elas fazem com que, em vez de se perder a gordura, se perca músculo. E a equação é simples: se o músculo desaparece e a gordura fica o corpo torna-se flácido. Além disso, e de acordo com Alice Couto, o metabolismo também fica mais lento.


Há cada vez mais homens a sofrer do mesmo problema "sobretudo os que fazem dietas restritivas e sem acompanhamento nutricional, ou que se metem a treinar como loucos e não cuidam da parte alimentar". A forma correta para se perder gordura, sem comprometer a massa magra, é a de juntar ao plano alimentar, prescrito por um especialista, exercício físico.


"Um plano de nutrição cujo objetivo é a perda de peso baseia-se em cortar calorias e não em reduzi-las drasticamente", explica a nutricionista. "Também é baseado em comer comidas saudáveis e que são menos prováveis de serem convertidas em gordura", acrescenta. E este último ponto não é só relevante para quem quer perder peso. Deve ser uma regra, "a abordagem alimentar" de toda a gente. 

Contudo, estas gorduras acumuladas são o menor dos problemas deste tipo de corpo. Antes da estética, vem a saúde: "Pessoas cujo peso é normal ou baixo, mas têm grande quantidade de gordura, têm o mesmo risco aumentado para problemas de saúde como diabetes tipo 2 e doenças cardíacas que têm as pessoas acima do peso." 


A nutricionista Alice Couto deixa um recado importante: "O segredo da boa alimentação não está nas dietas milagrosas, que prometem eliminar vários quilos em poucos dias, mas sim na reeducação alimentar. É preciso aprender a comer da maneira correta para manter o corpo em forma de maneira saudável e segura." 

Retirado da página NiT