Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2010

Um jogo...um caminho...um querer...

Ainda me fazes bloquear!
Tu ou eu, "nós", não sei!
Ainda não está tudo, ainda há mais, muito mais...mas não...!
Há um caminho a percorrer até lá,
e eu tenho-me perdido no entretanto!
Não sei se será de ti, talvez de mim. Sim, talvez muito de mim!
Mas eu estou aqui, a querer chegar lá,
E quero-o cada vez mais,
Continuo em jogo, mesmo que às vezes me pareça esquecer das regras,
E isso faz-me sentir constantemente a perder...
Vou precisar de ti, sempre, cada vez mais...
Ninguém faz esta estrada sozinha e tu estás bem ai,
Do meu lado...
Não me fujas, só te quero bem, só te quero comigo!

É Natal..

Imagem
E eu gosto do Natal! Sempre gostei! E mesmo, muitas das vezes, indo contra o estado de espírito  de quem me rodeia, gosto de me sentir assim, com este espírito natalício entranhado! Gosto das luzes, das decorações, da azafama que é sempre a compra dos presentes e de os colocar em redor da árvore de Natal com todo o carinho, do cheiro da comida típica, da reunião familiar, da troca de prendas, das palavras e gestos de carinho que surgem nestas alturas e gosto até mesmo deste sentimento de nostalgia que também me ataca por estes dias... É verdade que por vezes é tudo muito exagerado e que existem os seus contras e lados menos bons, que as pessoas deviam ser solidárias e lembrarem-se daqueles que precisam todo o ano e não só nesta altura...Sei disso tudo e concordo! Mas desculpem...mesmo com tudo isso, continuo a gostar do Natal! Até poderá vir a mudar com o tempo, mas até aqui tem sido assim... E como tal, venho aqui desejar a todos vocês, que me lêem e me acompanham neste cantinho, que mui…

Buahhhh

Imagem
Estou carente hoje minha gente... Não sejam maus para mim que eu sou pequenina sim?!

Demonstração de sentimentos...

Em tempos já fui uma menina dada a alguns ciúmes sim e de reacções que hoje pensando nelas dá-me vontade de dar com a cabeça na parede! Mas já lá vai... Ao longo dos anos fui ganhando juízo (pelo menos neste ponto...) e deixei-me disso, passando até a ficar aborrecida comigo por determinados pensamentos que de quando em quando ainda me passavam pela cabeça e passei a deixa-los de lado, a ignorá-los até que praticamente deixaram de existir! Vamos lá a ver bem a coisa! Os ciúmes existem, eu sei, eu tenho-os, toda a gente os tem por muito que digam que não, faz parte! Mas dai a demonstrá-los a torto e a direito, não!  Pessoalmente não gosto de assistir a demonstrações de ciúmes, na maior parte das vezes estúpidas, que causam discussões desnecessárias, por falaram e agirem de cabeça quente. Não sou assim e fico possessa se por acaso deixo transmitir uma ponta que seja desse sentimento! Faz-me sentir vulnerável, como se de alguma forma estivesse a demonstrar poder à outra pessoa sobre mim.
É u…

You and I

Imagem

Sensação de perdida...

Imagem
Dizem que não há nada como o querer... querer partir, querer mais, querer algo que não temos. Do querer vem a capacidade de saber avaliar o possível do impossível, distinguindo assim o que nada mais passa de um sonho, em vez de um objectivo de vida que é difícil, mas com certeza que concretizável. Sonhamos tantas vezes com coisas impossíveis que começamos a confundi-las, perdendo a noção do que está ao nosso alcance, ou não. Perdemos a noção do caminho que planeamos percorrer com pensamentos negativos e porque, já tarde, nos apercebemos que nos perdemos ai algures e que mais grave que isso, não conseguimos encontrar o caminho que nos faça sair daquela encruzilhada. Afinal de contas o que é que nos faz manter fiéis aos nossos objectivos de vida?
Como é que descobrimos onde e quando nos perdemos?
...
Que raio de sensação esta, de estar perdida!

Mudança (take II)

"Mude.
Mas comece devagar,
porque a direcção é mais importante que a velocidade.
(...)
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
(...)
Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Procure novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
(...)
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escreva outras
poesias.
(...)
Mude.
Lembre-se que a vida é uma só.
E pense seriamente em arranjar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso,
mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa,
se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas pior…

Mudança

"Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!"

Fernando Pessoa

Amor é o que temos...

Imagem
Não existem dias, horas ou momentos marcados para demonstrar-te o que sinto. Desde sempre tive um certo receio em demonstrar completamente os meus sentimentos com medo de me expor demasiado e isso fragilizar-me. Mas neste momento não sinto isso. Estás sempre presente em mim, de uma forma que não consigo explicar. O que me dás mesmo sem saberes dá-me confiança. Confiança de que és tu aquele, o tal e que já tínhamos que nos cruzar, já estava destinado estarmos juntos.  O sentimento de tranquilidade que conseguimos transmitir um ao outro em momentos de angústia, o saber estar ao lado um do outro, o saber ouvir, o saber estar lá, o saber esperar, o saber ser paciente, o saber ser namorada/o, é saber que sim, que construímos um amor que se calhar pensamos até já nem existir...mas existe, é verdadeiro, está em nós. Ao fim de todo este tempo digo-te, com toda a certeza, que sou  em cada dia que passa cada vez mais apaixonada por ti e que te amo incondicionalmente, pelo que és e pelo que somos ju…

A fugacidade da vida

Imagem
Apercebo-me frequentemente da fugacidade da vida! Nada do que temos é certo e a dificuldade que temos quando falhamos no planeamento de alguma coisa, quanto a mim, vem dai. Achamos que conseguimos controlar alguma coisa e passamos tempo (demasiado tempo) a tentar perceber como é que isso funciona, enquanto tudo se está a passar mesmo ali ao lado... O que me parece mesmo, é que perdemos demasiado tempo a pensar no como fazer, como será, a tentar entender o que nos rodeia e tudo isso é tão pouco perceptível. Pelo menos para mim! Cada vez percebo menos as pessoas que me rodeiam, o mundo em que vivemos, o que observo, o que ouço, etc. E por isso é que cada vez mais não tento sequer perceber, é uma perda de tempo! Ainda tentei perceber durante algum tempo que tipo de sentimento é que isso me provoca mas decidi nem sequer tentar perceber... É mesmo melhor tentar aproveitar cada momento, sozinha ou com aqueles de quem gosto e que sei valerem a pena...afinal de contas, o que é hoje, amanhã deixa …