Sensação de perdida...

Dizem que não há nada como o querer... querer partir, querer mais, querer algo que não temos.
Do querer vem a capacidade de saber avaliar o possível do impossível, distinguindo assim o que nada mais passa de um sonho, em vez de um objectivo de vida que é difícil, mas com certeza que concretizável.
Sonhamos tantas vezes com coisas impossíveis que começamos a confundi-las, perdendo a noção do que está ao nosso alcance, ou não.
Perdemos a noção do caminho que planeamos percorrer com pensamentos negativos e porque, já tarde, nos apercebemos que nos perdemos ai algures e que mais grave que isso, não conseguimos encontrar o caminho que nos faça sair daquela encruzilhada.
Afinal de contas o que é que nos faz manter fiéis aos nossos objectivos de vida?
Como é que descobrimos onde e quando nos perdemos?
...
Que raio de sensação esta, de estar perdida!

Comentários

Nokas disse…
Hoje sinto-me exactamente assim...
Sílvia Maria disse…
Será que viver não é mesmo isso? Eternamente caminhar até nos encontrarmos?
Sofia disse…
Olá, para mim é acreditar nos meus objectivos de vida. Quando deixo de acreditar ou de sentir aquele calor por dentro, é porque está na hora de fazer uma qualquer redefinição. E esta não é necessariamente dolorosa. Impõe-se porque os dias passam e nós mesmas mudamos!
Beijinhos de boa semana, Sofia
JL disse…
Sou sócio há anos desse clube.

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos