Amor...sexo...

Qual destas duas frases é a que mais concordam?
Ou então, qual acham que é a que mais se aplica?

"Sexo sem amor não, não consigo, não funciona, tem que se gostar da pessoa"


"Amor sem sexo não sobrevive! Até porque é ele que define a relação entre duas pessoas e a distingue para além de uma amizade! No fundo, sexo é amor!"

Opinem vá :)

Comentários

Phyxsius disse…
A primeira não tem nada de errado, embora seja extremamente pessoal. Para mim, é tal e qual, embora te consiga arranjar imensos gajos (e gajas) que vão dizer o contrário. Agora, também se pode discutir se tem que ser amor ou se pode ser paixão.

A segunda é mais controversa. Não creio que seja essencial mas é uma parte muito importante das relações amorosas. Porque não há amores platónicos...
Elisabete, acho que o AMOR é bem maior que o sexo. O sexo é um dos "componentes" do amor. Se não houver sexo (por motivos diversos) o AMOR tem que se mostrar muito mais forte. Tem-se que ser muito mais carinhoso. Portanto, para mim:
"Sexo sem amor não, não consigo, não funciona, tem que se gostar da pessoa".
Muito interessante sua proposta para se opinar. Beijos com carinho. Manoel.
Adri disse…
Não estou totalmente de acordo com as duas afrimações, existe Sexo sem Amor, existe sexo quando existe uma enorme atracção fisica ou paixão, e sim pode-se fazer sexo sem Amor...
Quanto à segunda, existe Amor sem necessariamente existir sexo, não é o sexo que define o Amor... quando existe Amor vai-se crinado uma relação de confiança, cumplicidade paixão, atracção, e tudo isso nos leva a querer Sexo... está na nossa natureza!
Gostei do teu desafio...
um beijo
Joaquim Lucas disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita Moura disse…
Sem dúvidas para mim é "Sexo sem amor não, não consigo, não funciona, tem que se gostar da pessoa". Pelo menos tem de haver uma relação de amizade muito sólida e um carinho muito grande e atracção (claro!)... ; ) ***
Elisabete disse…
Ainda cheguei a pensar que fosse ter algumas respostas mais viradas para a 2ª opção, mas afinal não :)

Eu também opto pela primeira, até hoje nunca consegui estar com alguém por quem não tivesse algum tipo de sentimento.

Em relação à 2ª opção foi baseada no livro que falei no post anterior, em que o autor defende essa mesma ideia e ai já me parece que seja uma opinião pessoal dele (Quintino Aires).

Mas que ambos os casos existem, isso é certo!
Quanto a mim, vale tudo por um grande amor :))

Gostei dos vossos comentários, muito obrigada :)
Sílvia Maria disse…
Ambas as frases mexem com sistemas de valores e crenças pessoais, vivências, credos...
Penso que são demasiado extremistas e por isso não consigo concordar com nenhuma das duas.
Sexo é melhor quando partilhado com alguém que gostamos e que gosta de nós, um pensamento muito partilhado pela maioria, mas não deve ser exclusivo de duas pessoas que se amam. Deve ser encarado como algo natural mesmo entre duas pessoas sem qualquer afectividade uma pela outra.
Amor sem sexo sobrevive se pensarmos nele em situações como casais de mais idade, em que o companheirismo e a amizade são a base, mas quando pensado num casal jovem, a ausência de sexo pode levantar questões importantes e levar a alguns problemas como falta de atracção, problemas de auto-estima e outros. Não é o mais importante mas é importante e não pode ser deixado de lado pelo menos sem ficarem esclarecidos os motivos.
"No fundo, sexo é amor!" - Se fosse antes, amor é sexo, ou amor também é sexo concordaria mais depressa. Amor é tudo, aquele turbilhão de sentimentos em relação à outra pessoa, quando queres que ela faça parte de ti em todos os momentos. Carinho, compreensão, desejo, tesão, amizade...assim já faz mais sentido para mim.
Magdix disse…
Concordo com as duas opções! Acho que se completam e são importantes para uma relação!
*
Bubble MInd disse…
Tou pela 1ª:)
selo para ti no meu blog:) kiss
Elisabete disse…
Sílvia: Minha cara, sim senhora, grande comentário o teu :)
Concordo com o que dizes, a ausência da relação sexual em determinadas situações pode também causar uma série de problemas...
No entanto não é esse o aspecto mais importante de uma relação. Até porque, conheço casos de pessoas que se separaram dizendo que o marido/a mulher eram excelentes parceiros sexuais...e não foi isso que os manteve juntos :)


Magdix: Ora nem mais :)


Bubble Mind: Muito obrigada :) Beijo
"Amor sem sexo não sobrevive! Até porque é ele que define a relação entre duas pessoas e a distingue para além de uma amizade! No fundo, sexo é amor!"

esta é a que vence..mas a 1a tambem não está má
Sílvia Maria disse…
Por isso mesmo é que eu disse e repito "Não é o mais importante mas é importante e não pode ser deixado de lado pelo menos sem ficarem esclarecidos os motivos."
Da mesma forma como existem casais, e vi isso a acontecer de perto, que se amam mais do que tudo (o casal em questão até tinha casamento marcado e casa pronta) mas terminam a relação porque não são se dão bem, têm demasiados problemas resultantes de personalidades distintas!
Amor, paixão, sexo, amizade, companheirismo, etc...qualquer um destes elementos tem o seu grau de importância e a sua ausência injustificada pode provocar problemas.
Elisabete disse…
Salvador d'Almeida: Afinal sempre tive alguém a optar pela 2ª opção :)

Sílvia: É verdade, o amor acaba por ser como uma receita, que precisa de todos os ingredientes na medida certa. O tempero até pode ser mudado, mas tem que ser ao gosto de ambos :)
Hugo de Macedo disse…
...bem, vou lançar "a bomba"...acima de tudo, o sexo é uma necessidade física ou fisiológica, se preferirem. O lado romântico da coisa leva-nos a considerar que sim, sexo sem amor "não é possível". Na realidade, é possível, sim. É uma necessidade que tem de ser preenchida, resolvida...:) por isso...eu voto na "Amor sem sexo não sobrevive!"

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos