...momentos...

O corpo está rígido. O coração apertado. No peito um aperto, na barriga um “formigueiro”.

Nada à volta parece estar no sítio certo e na verdade nem se chega a perceber onde se está e o que se tem a fazer!

Não há reacção, o raciocínio não é claro, as palavras certas teimam em não sair...

E disfarça-se... Tenta-se abstrair de tudo e sorrir...Afinal, os outros não sabem, nem têm que saber...

Mas por dentro...perturbante...

Angústia, mágoa, dor, incerteza, tristeza, dúvida, desilusão...

E é neste momento que a solidão chega, porque é dela que se precisa, porque é ela...que eu quero...


One song...

“You’re gone”

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos