Acreditar...


Não quero soluções, quero a ambição, a força.

Não quero planos, quero concretizações.

Não quero hipócrisia, quero a naturalidade em cada palavra e a cada gesto!

Não quero mágoas, quero crescer mesmo com as desilusões.


Não quero mais do que acreditar…

Acreditar nas pessoas, acreditar na inocência, acreditar na bondade…

Acreditar que ainda é possível confiar, acreditar que nem tudo está perdido.

Acreditar que os nossos valores ainda têm grandeza e que valem a pena manter.


Para além de tudo, quero continuar a acreditar…

Acredito por mim e pelos que o merecem (mesmo que possam não o merecer).

Acredito por consciência e pela cabeça erguida que quero manter.

Acredito porque, acima de tudo, não sei viver sem acreditar.


U2 - Sometimes you can't make it on your own

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos