Há dias e dias...

Dias em que mais valia nem sair de casa. Se chove é porque chove e apetece ficar na caminha, se está sol e calor é porque dá uma enorme moleza e não apetece fazer absolutamente nada, se vou trabalhar, é porque vou, se não vou, é porque o dinheiro faz falta. Pela manhã quando se trata de me vestir, logo naquele dia em que me apetecia vestir aquela camisola ainda está para lavar....ahhhhhhhhhhhhhh...socorrooooooooooooooooooooooooooooo
Dias em que tudo parece errado e nada do que me dizem faz qualquer sentido, em que espelhos simplesmente não existem e a única coisa que espero é que as horas passem para que chegue o final do dia e eu possa estar por minha conta.
Dias em que dá vontade de desistir de tudo e arriscar em qualquer coisa apenas por paixão, sem pensar em opiniões ou julgamentos e sem medo da perda...

Por outro lado, tenho dias em que sou assaltada por uma força que nem sei de onde vem, mas que me faz continuar mais e mais, um dia e outro com um optimismo fora do comum.
É a esses dias que me tento agarrar, é nesses dias que tento pensar: "vês, afinal ainda há esperança, há ai um poço qualquer de energia...aproveita-o".

Sem paixão pela vida, sem paixão pelo que fazemos, sem paixão por nós...parece que a vida está a ser levada como que "em piloto automático". E assim, mesmo sem querer, perdem-se os melhores momentos da nossa vida...

E que tal um meio termo desses dois dias não?!
É que ninguém merece...

Comentários

kuka disse…
É mesmo assim,acho que todas nós temos dias em que nos sentimos dessa maneira.Às vezes chega a ser frustrante.Espero que o amanhã seja melhor.
beijinho
Zana disse…
Há dias assim sim!

Mas mesmo nesses dias há sempre um sorriso, sempre um sorriso vindo de qualquer lado, ou até mesmo nós, fazendo um pequeno esforço por o dar(o sorriso) a alguém, se assim for já valeu a pena, já valeu o sorriso que provocamos no coração de outro...

Basta olhar para o copo meio cheio ;) e tudo parecerá mais leve e fácil :D

Beijinho
Sílvia Maria disse…
E começo citando-te: "Sem paixão pela vida, sem paixão pelo que fazemos, sem paixão por nós...parece que a vida está a ser levada como que "em piloto automático". E assim, mesmo sem querer, perdem-se os melhores momentos da nossa vida..."

Como te entendo...e mesmo em piloto automatico queremos mudar alguma coisa e tem dias que a força falta, vivemos em inércia, sabemos que ontem fizemos o mesmo erro e temos que mudar. Há dias que apetece ficar na cama mas a consciencia não deixa porque sabemos que há uma vida para viver e não podemos perder esse comboio porque é a nossa vida. O que seria da vida sem a Elisabete? Nada de especial...
Beijo
Elisabete disse…
Kuka: obrigada pelo teu comentário
Beijinho

Zana: Menina, espero "ve-la" por cá mais vezes, prometo também ir espreitando o teu cantinho :)
Obrigada pelo teu comentário. Gostei da ideia do copo meio cheio :)
Beijinho

Sílvia: És uma fofa :)
Esta coisa do piloto automático tem mesmo que se lhe diga...ando assim há alguns dias a tentar perceber como mudar isso, mas não tem sido fácil.
Entretanto lá nos vemos à noite e os disparates de sempre, ajudam a espairecer um bocadinho :)
Um beijinho

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos