Tua mulher...


'Não quero ser a mulher dos teus sonhos. Não quero ser algo que colocas num pedestal e admiras. A mais bela, sempre impecavelmente arranjada. Não quero ser escultural. Não quero ser quem te bajula e faz todas as vontades. Que só tem dias bons e sorrisos. Que nunca falha e é perfeita.
Quero ser a tua mulher real. Aquela com quem reclamas. E que reclama contigo. A que também acorda despenteada e com cara de poucos amigos. Povoada de imperfeições! Aquela que tem falhas e omissões, mas que sabe pedir desculpa. Aquela que contigo adormece e te deixa enroscar quando a cama está fria. A que te prepara um café pela manhã, antes de saíres de casa. A que te dá ó último quadrado de chocolate! A que espera por ti para jantar, nos dias longos em que chegas tarde. A que, pelo dia, te recorda que te ama. A que te acompanha. A que te desafia a chegar mais longe. A que precisa de um abraço especial num dia mau. A que dá colo às tuas birras.
Não quero ser a mulher dos teus sonhos: quero ser a tua mulher ideal. E real.'

Texto por Rita Leston

Comentários

Sílvia Maria disse…
Esse texto exprime a vontade da mulher puder ser ela mesma. Mas ela só será ela mesma quando conseguir retirar do vocabulário a palavra 'tua'. Quando ela é do outro, não é dela mesma, não conseguirá ser o que o texto ambiciona. Será sempre o que o outro, como possuidor, espera que ela seja.
Para mim seria 'quero ser a mulher real'. Do u know what i mean? ;)

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos