10 passos para ser (mais) otimista

É possível aprender a ser ver as coisas de forma mais positiva? É claro que sim! Siga os conselhos de uma especialista em psicologia positiva e encare a vida de outra forma.

 
É possível aprender a ser otimista? A resposta é... claro que sim! Se até hoje só tem conseguido ver o lado negativo de tudo o que lhe acontece na vida, a psicóloga e fundadora do Clube do Optimismo, Maria do Carmo Oliveira, ensina-o a ver o copo meio cheio em vez de meio vazio. Siga este plano prático de 10 passos e torne-se mais otimista. Mas, antes de continuar a ler, lembre-se que a chave do otimismo está, acima de tudo, dentro de si! Estes são os 10 gestos a adotar no seu dia a dia:


1. Decida-se e comprometa-se
O primeiro passo é decidir, conscientemente, que quer ser mais otimista. Não basta pensar nisso de vez em quando. Assuma o compromisso na sua agenda, no seu diário ou no seu blogue, sem perder (mais) tempo. «A partir de hoje», recomenda Maria do Carmo Oliveira.

2. Seja firme na mudança
Não é fácil mudar de um dia para o outro. Normalmente acomodamo-nos a velhos hábitos que, embora possam ser prejudiciais, já nos acompanham desde sempre, pelo que é necessária persistência para substituí-los por novas atitudes mais positivas. Escreva o que quer mudar em concreto e não vacile.


3. Pense positivo
Substituir pensamentos negativos por pensamentos positivos é a regra essencial. Pense algo como «Eu vou conseguir», «Não há de ser grave» ou «Vai correr tudo bem». Diz a especialista que, «ao mudarmos, a qualidade dos nossos pensamentos, conseguiremos mudar a qualidade das nossas vidas», refere Maria do Carmo Oliveira.


4. Valorize o lado bom
Há sempre um lado positivo em tudo o que lhe acontece e é nessa perspetiva que deve enfrentar os seus problemas. «Ao mudar o foco da sua atenção para o lado positivo de cada situação, estará a desenvolver uma visão mais positiva da vida, o que contribuirá para gerar em si um maior bem-estar, aumentando a sua autoconfiança e a sua determinação para avançar rumo aos objetivos», afirma a especialista.


5. Entusiasme-se
A linguagem veicula sentimentos, e a verbalização dos aspectos negativos só os torna mais fortes. Não se queixe do frio, do trânsito, do stress. Não há qualquer utilidade nisso e só a fará sentir-se pior. Em vez disso, pense em formas de contornar o problema e sorria.


6. Rodeie-se de boas pessoas
Construa e mantenha relações pessoais gratificantes e dotadas de boa disposição com pessoas que tenham uma atitude optimista. Se não têm ajude-as a mudar. A especialista considera que «estas relações são fundamentais, principalmente nos momentos mais difíceis». Mantenha ainda uma forma de comunicação positiva. «Use uma linguagem alegre e entusiástica, incentive e valorize os outros mas seja também a sua própria fonte de motivação», recomenda a especialista.


7. Mexa-se
Diz a especialista que «fazer exercício físico contribui para melhorar o seu estado de ânimo e a sua energia, favorecendo o seu bem-estar geral». Por isso, não se acanhe. Caminhe, salte, corra, dance... Acima de tudo, divirta-se!


8. Você é quem manda
Você é o autor do seu próprio filme e não uma mero espetador. Defina metas e lute por alcançá-las. «Foque-se no que quer ter, em vez de se queixar do que não tem. Ao definirmos objetivos que nos entusiasmam sentimo-nos mais confiantes e desencadeamos acções que nos levam a alcançá-los», assegura Maria do Carmo Oliveira.

9. Faça rir os outros.
Desenvolva o seu sentido de humor e não tenha receio de dar uma boa gargalhada. Aprenda, também, a rir das coisas menos boas. «Sorria mais, ria mais, brinque mais e verá como se sentirá melhor consigo e com os outros», afiança a psicóloga.


10. Seja solidário 
Participe em ações de solidariedade ou de apoio voluntário a algum grupo ou população mais necessitada. «Ao contribuir para a felicidade dos outros estará a contribuir para a sua própria felicidade», garante Maria do Carmo Oliveira. Não fique, por isso, de fora. Ajude!


Texto: Ana Catarina Alberto com Maria do Carmo Oliveira (psicóloga, especialista em psicologia positiva e fundadora do Clube do Optimismo)


Retirado daqui

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os peões e as passadeiras