As palavras mentem



"Descrever o que sente, nem sempre revela fielmente o que de fato se sente. O sentir é nulo de razão. Sente-se com o corpo, com as mãos, com os olhos, com o paladar, com a pele... com o silêncio que se anuncia na fusão entre os dois corpos. Se eu sinto, eu falo entre dedos, entre línguas, que podem sim ser palavras, mas palavras, as vezes mentem, já o que a pele sente, jamais!"

Por Simony Thomazini

Comentários

Simony Thomazini disse…
Adorei saber que estou aqui no teu blog! Obrigada.

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos

Uma árvore pela floresta