As palavras mentem



"Descrever o que sente, nem sempre revela fielmente o que de fato se sente. O sentir é nulo de razão. Sente-se com o corpo, com as mãos, com os olhos, com o paladar, com a pele... com o silêncio que se anuncia na fusão entre os dois corpos. Se eu sinto, eu falo entre dedos, entre línguas, que podem sim ser palavras, mas palavras, as vezes mentem, já o que a pele sente, jamais!"

Por Simony Thomazini

Comentários

Simony Thomazini disse…
Adorei saber que estou aqui no teu blog! Obrigada.

Mensagens populares deste blogue

Os peões e as passadeiras