Não se pede por atenção...

Às vezes apercebemo-nos da pior maneira que é quem mais amamos, que mais facilmente nos magoam... 
E se calhar não nos conhecem assim tão bem como pensaríamos! Se nos conhecessem saberiam que são as pequenas coisas que fazem toda a diferença. É a companhia, são os gestos e as atitudes, são as palavras, as confidências e a partilha de sonhos... É verem-nos como realmente somos e não à sua imagem!

E eu que quando me entrego, é por inteiro, em determinados dias que gostava de sentir o quanto sou especial para (determinadas) elas, da mesma forma como o são para mim, não o sinto, não o vejo sequer!
Chego a pensar que é defeito meu e que lhes exijo demasiado, mas não, não é... Crio é demasiadas expectativas e sonho mais do que deveria.
E é com estas e com outras que aprendemos que a atenção não se deve pedir, ela é-nos dada naturalmente por quem realmente gosta de nós...


Comentários

Sílvia Maria disse…
Às vezes as pessoas desencontram-se num momento da vida, não quer dizer que já não gostam ou gostam menos, apenas estão concentradas em nuns aspectos e acabam por negligenciar outros. Já percebeste que com paciência não vais lá, está na altura de reflectir e mudar o que está de errado. E luta sempre por aquilo que tu queres!

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos