Porque não...

Existem pequenos gestos, simples palavras, breves olhares que nos conseguem tocar profundamente.
Não me considero uma rapariga muito lamechas, porque não o sou. Se sou sensível, sim sou, se gosto de ser acarinhada, claro que sim, se gosto de me sentir amada, sem qualquer dúvida.
Mas a verdade, é que acho que determinadas coisas não devem ser necessárias estar sempre a mencionar, são para ser sentidas.
Embora que isto dos sentimentos, tem muito que se lhe diga! Sei que existem pessoas que têm necessidade de ouvir o quanto gostam delas, de passarem na rua e sentirem-se apreciadas, etc., etc.
Quanto a mim, acho que ouvirmos um gosto de ti, um adoro-te, um amo-te, tem muito mais valor quando dito num momento em que simplesmente não estás à espera, sem que saibas que é dito, porque simplesmente já se tornou um hábito diário.
Sempre fui daquelas que disse "As palavras são demasiado fáceis de se dizer...", continuo a manter essa opinião. Acho até, que palavras como as que mencionei estão cada vez mais banalizadas.
E porquê? Porquê a necessidade de se dizer hoje a alguém "amo-te" e amanhã já nem se falarem?!
Porque não valorizar a verdadeira amizade, a sinceridade e fidelidade, uma simples e longa conversa sem dizer nada de jeito com alguém que nos transmite verdadeiro bem estar só pela companhia?!
Porque não, demonstrar o quanto alguém nos é especial por pequenos gestos?! Sem planear, apenas porque nos apetece e nos vai dar prazer, fazer alguma coisa que sabemos a/o vai agradar.
Porque não deixarmos de fazer as coisas sempre à espera que as pessoas nos retribuam de forma igual?
Porque não viver de uma forma mais despreocupada relativamente aos outros e sentirmo-nos bem apenas por ver bem aqueles que gostamos?!
Porque não...

Comentários

Dexter disse…
Acho desarmante como hj em dia se diz "amo-te" como se fosse a coisa mais simples do mundo. Vejo miúdos de 15 anos, amigos do meu primo, que namoram há 2 ou 3 dias e já dizem "amo-te"...n percebo. É que banalizam-se as coisas de tal maneira que dps qdo se quer dizer aquilo de forma sentida, perde todo o impacto...
Elisabete disse…
Era precisamente a isso que eu me referia. É que mete impressão, até entre amigas e amigos usam isso. Confesso que às vezes até me faz ri, mas é pelo ridículo mesmo.

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos