Abraço...

Não sei se vão concordar comigo, mas considero o abraço um daqueles gestos que só se tem com quem realmente somos próximos. Um beijo, um aperto de mão, damos até a quem acabamos de conhecer, como forma de cumprimento, não um abraço. Um abraço reconforta, um abraço implica sentimento, implica toque, implica querer bem…
É daquelas coisas que não se consegue falsear (eu pelo menos não), não se consegue abraçar alguém sem qualquer sentimento, sem o querer.
Para mim, um abraço é como que dizer “estou aqui” e às vezes, confesso, não preciso de mais nada.


“...Bastou-me abraçar-te e senti-me a libertar. Por momentos não pensei em mais nada, só queria mesmo que aquela dor forte que sentia no peito a prender-me a respiração desaparece-se…e assim foi. Precisei de te sentir, precisei de me sentir protegida, precisei de ti…e tu estiveste lá. Obrigada por isso.”

Comentários

LH disse…
O abraço é talvez a maior demonstração de afecto que pode exisitir. Peito no peito, coração no coração. Quando abraçamos, sentimos que o Mundo é nosso, que não há nada a temer. Como se abraçar fosse encontrar a paz que sempre aclamamos...
Trintão disse…
É verdade. Um abraço tem sempre muito carinho e afecto!

Algo divinal e que convém saborear...
Dexter disse…
Concordo. E qdo me vejo obrigado a abraçar alguém que n me diz nada, fico meio sem jeito, nota-se mm que é forçado...
Sílvia Maria disse…
É verdade. Um abraço é um dos gestos mais intensos. Por alguma razão quando estamos mais carentes um abraço reconforta-nos muito mais que um beijo ou uma palavra. É num abraço que vamos buscar a segurança, a certeza que não estamos sozinhos.
Um abraço! :)
Dina disse…
Nunca tinha pensado nisso mas realmente é bem verdade. É um dos sinais de afecto mais íntimo, sincero e verdadeiro...E quando estamos em baixo, um abraço dá nos tanta força e segurança, não é?
Elisabete disse…
LH: Concordo contigo. No fundo disseste o mesmo que eu mas de outras palavras :)

Trintão: É mesmo...é mesmo um gesto que convém saborear, porque consegue ser sempre diferente, conforme o momento, a intenção e a pessoa.

Dexter: Ihh...nem digas nada! Tinha uma colega que tinha o vício de nos abraçar por tudo e por tudo e para mim era do pior...

Sílvia: E tão bem que me sabe :)
Um abraço apertadinho para ti também :)

Dina: Por vezes, só pensamos nessas coisas quando precisamos e foi o caso :)
É mesmo, um (verdadeiro) abraço consegue transmitir tudo isso.
Beijinho
Gingerbread Girl disse…
sinto os abraços dele e dos meus elfinhos... ;)



Vim aqui parar através da Fábrica. =p

*
JC disse…
Um abraço são dois corações que se tocam...

Mensagens populares deste blogue

Os melhores queijos frescos